Assinatura RSS

Arquivo da tag: pele

O que você precisa saber na hora de fazer um book

Fonte: Tumblr

Fonte: Tumblr

Olá Berenices!
Esse post é para quem vai fazer um book e não sabe nada sobre. Em um passado não tão distante, eu fui agenciada e necessitava de um book, apesar da agência e o estúdio de fotografia me passarem algumas informações, eu fiquei super perdida. Não achei muito conteúdo sobre na internet e tenho certeza que as minhas fotos seriam melhores se eu soubesse na teoria o que aprendia na prática. Colocarei minhas fotos como exemplo e espero que ajude.

Como funciona?
Cada estúdio de fotografia tem um preço diferente, obviamente, e vai depender da quantidade de cliques, números de trocas de roupas e número de fotos reveladas. Para entender melhor vou explicar cada um deles. Vamos supor que você e seus responsáveis escolheram o plano X, que contém mil cliques, três trocas de roupas e seis fotos revelados, no dia do ensaio, o fotografo tirará exatas mil fotos suas (podendo ser em ambientes, planos e estúdios diferentes, ou não), no seu book terá fotos de você com três looks diferentes (sendo um deles, obrigatoriamente, de biquíni ou calcinha e sutiã), e das mil fotos que você tirou, apenas 6 fotos estarão no seu book. As outras 994 fotos? Provavelmente no plano estará incluso um CD no qual uma pequena parte das fotos estará no mesmo.

Estúdio de fotografia
Caso você tiver sido agenciada e ainda não tem um book, provavelmente a sua agência passará as informações de algum estúdio que eles têm parceria. Não é obrigatório fazer suas fotos com esse estúdio, é apenas mais fácil, porque não terá o trabalho de pesquisar sobre.
Caso você não tenha nada disso ou não queira fazer o book com eles, você deve pesquisar bem antes. Procure ver como são as fotos deles, ambiente em que as fotos foram tiradas (aquele fundo branco é legal, mas em todas as fotos, não chama tanta atenção), pesquisar no “Reclame Aqui” diz muito sobre o trabalho deles, qualidade das fotos e assim vai.
As minhas fotos foram tiradas no estúdio Casa de Fotógrafos , e eu indico. As pessoas são extremamente educadas, simpáticas, engraçadas e você se sente super confortável para tirar as fotos. Quem tirou as minhas fotos foi o fotografo (e também maquiador) Caio Monteiro, ele é um amor! Deem uma pesquisada sobre esse estúdio.

Cabelo
Seu cabelo deverá estar maravilhosamente bonito, muito bem escovado (não, só chapinha não rola), sem marcas e com corte. Muita frescura, mas faz toda diferença. Caso seu cabelo não esteja assim, prepare para gastar dinheiro no cabeleireiro antes ou no próprio estúdio de fotografia (muitos têm cabeleireiro, manicure e afins). Ninguém me avisou nada disso e acabei gastando umas Dilmas para cortar e escovar o cabelinho. Por sorte fiquei amiga do Hairstylist e ganhei uma sobrancelha nova também. Hahaha E sim, eles são bem chatos com isso, mas eu aprendi na raça que faz mesmo toda a diferença.
Recebi as seguintes recomendações: cabelos lavados e com escova bem lisa (para cabelos lisos ou levemente ondulados); cabelos lavados e amassados com difusor para definir bem os cachos – não prender nem por atrás da orelha para não marcar. (para cabelos cacheados ou crespos); cabelos com cor uniforme, retocado e com corte moderno e apropriado. (de acordo com orientação da produtora).

 

Roupas
Eles passarão as recomendações para você sobre, eu recebi as seguintes “trazer uma mala com várias opções de roupas, sapatos e acessórios para a produção dos fotógrafos. Não economize, quanto maior o número de opções melhor a qualidade da produção. E não se esqueça de trazer um maiô ou biquíni.”, mas sabe o que isso me ajudou? EM NADA! Primeiramente, leve roupas com tecidos diferentes, não leve vestidos formais, leve aquelas roupas favoritas (a maioria das minhas fotos, eu usei as minhas roupas favoritas), sapatos com salto alto (eles adoram), e o biquíni ou maiô deverão ser de cores básicas e lisos, sem qualquer tipo de estampa ou renda. Vá com calcinha e sutiã de cores neutras, o fotografo pode preferir tirar suas fotos com elas (como no meu caso). Provavelmente no estúdio também terá uma grande variedade de roupas e sapatos que o fotografo poderá te fornecer durante as fotos, a critério dele. Ninguém me contou, mas eles preferem roupas sem estampas, rendas e afins, então dê preferência nesse tipo de roupa.

Roupa favorita

Roupa favorita

 

Vestido liso, tecido diferenciado

Vestido liso, tecido diferenciado

 

Foto de biquíni ou calcinha e sutiã

Foto de biquíni ou calcinha e sutiã

 

Unhas e pele
Vá sem um pingo de maquiagem, nada! Se você está acostumada a sair só com maquiagem, se joga nos óculos e vai na fé. Cuide bem da sua pele antes com esfoliação, hidratação, nutrição e derivados, isso faz toda a diferença e você não vai querer ouvir como sua pele está ressecada na hora.
As unhas devem ser bem curtas, sem unhas cumpridas ou medias, é curtíssima! Elas devem estar pintadas de véu ou base. “Unhas dos pés e mãos feitos com esmalte clarinho ou transparente”, não tem essa! Sem unhas pintadas de rosa transparente e derivados, eles vão comentar sobre também, então sem erros: véu ou base!
Depilação completa, incluindo a ppkona, sobrancelhas feitas, pelos dos braços descoloridos, buço feito.

Fotos
Você não precisa ter um curso de modelo para. Se o estúdio for bom, o fotografo te guiará com tudo. Se prepare para ficar dura, toda torta e pensando “minha nossa, essa foto vai sair uma merda”, não, não vai sair. Treine a arte de encolher a barriga, quanto mais encolhida, mais bonita suas fotos ficarão, mesmo que você seja magra (como no meu caso). Treine caras e bocas na frente do espelho também.
Siga tudo o que o fotógrafo te disser. Se ele pedir para você ficar de ponta cabeça, fique. Ele sabe o que está fazendo e você tem que aprender uma coisa: ser modelo é ser o objeto de venda de alguma coisa. Sabe as suas bonecas, que você posicionava do jeito que queria? Ser modelo é exatamente isso, ser um objeto.

Bem Beres, acho que é isso. Caso eu lembre de mais alguma coisa, faço outro post sobre. Boa sorte com essa vida de modelo e divirtam-se.

Dêê Skau

Effaclar – La Roche

Olá, olá, olá!

Falei que ia escrever sobre o sabonete Effaclar e aqui estou eu. Bom, o sabonete promete deixar a pele purificada, limpa, fresca e auxiliar na “eliminação das imperfeições causadas pela acne”.

O que achei: limpou mesmo e controlou bem a oleosidade da minha pele. É excelente usá-lo pela manhã e antes de dormir, depois de ter retirado toda a maquiagem do rosto. O bom é que ele não resseca o rosto. Bom, pelo menos a minha não. 🙂

Ele vem como um sabonete comum, em barra, porém, eu o corto em pedaços com uma faca. Por quê? Porque se usá-lo inteiro, ele vai quebrando sozinho e aí começa a confusão no banheiro. Então, aconselho a cortá-lo de acordo com o uso, assim é mais prático.

Estou usando Asepxia agora. Prepararei um posto sobre ele. 😉

Ele custa de 20,00 a 25,00 Dilmas. É caro, mas dura MUITO! Então, compensa!

Até a próxima!

Li

Vitanol A

Minha saga com o Vitanol A foi bem estressante, dizendo a verdade. Tenho a pele oleosa e vira e mexe umas espinhas irritantes aparecem, nada de muito absurdo, mas o grande problema mesmo são os cravos internos. Só dá para ver olhando bem de perto, mas sempre me incomodei com eles e estava decidida a exterminá-los. Pois bem, marquei uma consulta com a dermatologista.

Ela recomendou que eu usasse o creme Vitanol A 0,025% e eu deveria passar no rosto todo. Não indicou o gel, porque, segundo ela, o creme irrita menos a pele, e como a minha é visivelmente sensível, foi o creme mesmo. Disse para eu usar um dia sim, um dia não para que a pele não ficasse tão irritada.

Nos dias que não fizesse o uso, deveria usar o Normaderm para hidratar o rosto e evitasse que ocorresse descamação.E todo dia pela manhã, deveria lavar bem o rosto com o sabonete Effaclar e passar o protetor solar da Vichy. Segui tudo direitinho.

Publiquei uma resenha sobre o Normaderm aqui e falei um pouco do Vitanol A no mesmo post. Bom, comecei a ficar com mais espinhas que o normal, o que ocasionou um desespero, claro. Como a Dr. disse que isso poderia acontecer, me mantive firme e prossegui com o tratamento. As espinhas continuaram a aparecer mesmo depois de 3 meses de uso.

O problema era: não sabia se o que ocasionava as espinhas era o hidratante Normaderm ou o Vitanol A. Resolvi suspender um e depois o outro.

Eis a conclusão: Normaderm me dava cravos e o Vitanol me enchia de espinhas e os cravos internos continuavam ali, intactos.

Claro que cada pele reage de uma maneira, mas comigo não deu certo.

O Vitanol A custa umas 24,00 Dilmas, aproximadamente.

Por fim, continuei apenas com o sabonete. Quero experimentar o Vitacid que minha irmã usou. Deu super certo com ela.

Vou escrever ainda sobre o sabonete Effaclar e sobre o protetor solar facial da Vichy. 🙂

Li

Normaderm – Vichy

Não sei se vocês já ouviram falar neste hidratante facial da marca Vichy. Minha dermatologista me indicou e usei por uns três meses.

 

Bom, vamos lá. Eu estava usando Vitanol A em creme 0,025% para tirar cravos internos e espinhas, pois minha pele é oleosa. Como ele deixa a pele irritada/ressecada, usava o Normaderm para dar uma hidratada.

Ele tira mesmo as imperfeições da pele e até senti minha linha de expressão do riso mais suave. Apesar disso tudo, comecei a ficar com cravos e espinhas, como a dermato disse que poderia acontecer.

Ah, e deixa os poros mais fechadinhos.

Cortei o Vitanol A da minha vida porque descobri que a minha pele estava sofrendo com o anticoncepcional (contei aqui) e continuei usando o Norma (para os íntimos), mas percebi que ele me dá cravos. Eike loucura!

Gostei muito de usá-lo no inverno, porque com o uso constante de água quente, minha pele, principalmente em volta dos lábios e entre as sobrancelhas, fica bem ressecada, descamando.

Hoje não uso nenhum dos dois, mas tem gente que gosta e muito! Queria experimentar o resto da linha, mas me falta coragem para desembolsar depois deste trauma. hahaha

Parte de trás

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Ah, ele custa umas 60/70,00 Dilmas e vem com 30g! :O

Beijos,

Li